MALASSOMBRISMO

Autor: Genésio Cavalcanti Seja Bem Vindo Ao Blog - Ser Poeta : »
Veja



- Quero que você me leve ao paraíso, pois tudo aqui é cálido, triste, frio, malossombrismo. Minha roupa vive amarrotada, meus cabelos desgrenhados, vivendo a era do pré sal, porém, sem ser capa de revista ou de jornal. Eu sei que é noite, pela noite eu vagueio, já não acredito em mais nada só em mim que me norteio. Mostro a face ou viro o rosto, faço cara de desgosto, a indigestão dessa mata, só passaria com a minha cabeça numa bandeja de prata. Mas eu não me rendo pra quase ninguém, mesmo sem ligar pra quase nada, exceto querer bem. Mas é noite e os malassombros contentes falam estridentes, bem dentro dos meus ouvidos, sorrindo mostrando os dentes, vai do assessor até o presidente. Quem sabe pra frentemente tudo fique diferente, eu volto pra noite sorrindo, todo contente... Das amizades sinceras, essas eu amo também, emboramente eu já não creia em quase nada ou ninguém, só pro gestor do mundo é que eu direi amém!

Genésio Cavalcanti
Palmares, hoje e sempre!

Deixe seu comentário

    Obrigado!

    Obrigado!

    Agradeço por sua presença nessa
    viagem que fizemos juntos...
    Espero outras vezes navegarmos,
    neste mesmo sonho!

    Curta Nossa Poesia