Náufrago

Autor: Genésio Cavalcanti Seja Bem Vindo Ao Blog - Ser Poeta : »
Veja



(...) Quando você tomou o rumo, quebrou uma rotina desvalida. Minha vida respirou aliviada. Me soltei, me livrei, me libertei, das amarras enferrujadas que o cais do porto tratou de desgastar. Já fui louco, já fui torto, vivi sem nome, alma ferida. Meu barco procurando porto, preso, encalhado, sem destino. Minha bandeira tremulando em desatino, vivendo a esmo para encontrar meus passos, meus pedaços. Tristeza em viver a vida em desalinho, apenas sonhando os sonhos de uma rabisco em pergaminho. Náufrago, náufrago!

Genésio Cavalcanti, 
Palmares, hoje e sempre!
Todos os direitos reservados!

Deixe seu comentário

    Obrigado!

    Obrigado!

    Agradeço por sua presença nessa
    viagem que fizemos juntos...
    Espero outras vezes navegarmos,
    neste mesmo sonho!

    Curta Nossa Poesia