À MEIA LUZ

Autor: Genésio Cavalcanti Seja Bem Vindo Ao Blog - Ser Poeta : »
Veja



Não te quero simplesmente
Como se quer uma flor
Uma rosa ou papel crepom
Um objeto, um talismã
Te quero ao meu lado
Ao raiar de cada manhã
Em cada ambiente da casa
No quarto, no divã
Te quero ardentemente
Esses beijos tão quentes
Acordar com você
Nesses abraços envolventes
Ao raiar de cada manhã
Por que ela me conduz
Para um canto à meia luz
E deixo me levar...
Com seus movimentos
Ela me beija, me seduz
Pois sei que esse amor
Um dia se eternizará

Genésio Cavalcanti
Palmares, hoje e sempre!
Preserve os direitos do autor!


Deixe seu comentário

    Obrigado!

    Obrigado!

    Agradeço por sua presença nessa
    viagem que fizemos juntos...
    Espero outras vezes navegarmos,
    neste mesmo sonho!

    Curta Nossa Poesia