DESILUSÃO

Autor: Genésio Cavalcanti Seja Bem Vindo Ao Blog - Ser Poeta : »
Veja




 Agora que o tempo passa
Na lentidão das horas
Te vejo sentada na mesma praça
Deslumbrada, sorrindo, festejada
Olhando o céu dos seus sonhos
Te vejo no espelho que se embaraça
Você me olha e nada diz
Possivelmente, pensando:
É o final do nosso amor chegando
Ou não, talvez demore um pouco
Pra chegar o momento cabal
Foi bom enquanto durou...
E eu lhe respondo: não era amor
Apenas, talvez, prazer carnal
Das cicatrizes, hei de curar-me
Do coração, nunca mais...
É cicatriz que não se desfaz
Pena antes não ter compreendido
Permanecerá pra sempre 
Ferido, acabado, desiludido!

Genésio Cavalcanti
Palmares, hoje e sempre!
Preserve os direitos do autor!

Deixe seu comentário

    Obrigado!

    Obrigado!

    Agradeço por sua presença nessa
    viagem que fizemos juntos...
    Espero outras vezes navegarmos,
    neste mesmo sonho!

    Curta Nossa Poesia