DOCE MANHÃ

Autor: Genésio Cavalcanti Seja Bem Vindo Ao Blog - Ser Poeta : »
Veja



Descortinei no horizonte
Na linha do infinito
Minha sorte a revelar
Que um sonho impossível
Iria se confirmar...
Naquela doce manhã
Um brilho no olhar
Que vinha do céu
Do infinito céu azul
Um cintilante brilhar
E pelos raios de sol
Em ti a iluminar
Refletindo em mim
Como grande amor
Que nunca terá fim
Naquela doce manhã
No jardim de pétalas claras
De brilho resplandescente
Margaridas, orquídeas, violetas
Exalavam seu doce perfume
Sobre um olhar puro, indulgente
Na doce luz da manhã
Era amor para plantar
Cultivado pelas mãos de quem ama
Em verdade o sonho se transformou
E para sempre o amor fez brotar!

Genésio Cavalcanti
Palmares, hoje e sempre!
Preserve os direitos do autor!

Deixe seu comentário

    Obrigado!

    Obrigado!

    Agradeço por sua presença nessa
    viagem que fizemos juntos...
    Espero outras vezes navegarmos,
    neste mesmo sonho!

    Curta Nossa Poesia