MEU CANTO NA ESTRADA

Autor: Genésio Cavalcanti Seja Bem Vindo Ao Blog - Ser Poeta :
Veja


Vou seguindo nessa estrada
Onde tudo é quase nada
Apenas levo na mochila
Um velho blusão jeans
E um calça desbotada

Meus pés pisam descalços
O chão quente de asfalto
Em brasas e bolhas
Vão e queimam os percalços
A procura de secas folhas

E o que alivia meu penar
E a minha solidão é o meu cantar
E canto aos quatro ventos...
Quatro cantos no pensamento
Eu canto pela alegria de viver
Pelo amor que me faz renascer

Eu canto pelos censurados
Pelos desiludidos, pelos desamados
Pelos poetas, pelos oprimidos
Pelos sem salvação, e excluídos
Meu canto vai até o infinito...

Eu canto pelo panelaço
Das mulheres mães Argentinas
Pelo eterno conflito dos homens
Entre os povos de Israel e Palestina

E eu canto bem mais forte
Quando lembro meus irmãos
Da seca daqui do Norte
Eu canto para jovens e velhos
Um canto cheio de sorte

Canto pelos homens em desatino
Pela queda dos poderosos
Pela evolução da medicina
Pela remissão dos fervorosos
Para aquela linda menina

Genésio Cavalcanti
Palmares, hoje e sempre!
Preserve os direitos do autor!






Deixe seu comentário

    Obrigado!

    Obrigado!

    Agradeço por sua presença nessa
    viagem que fizemos juntos...
    Espero outras vezes navegarmos,
    neste mesmo sonho!

    Curta Nossa Poesia