OLHAR DA COR DO INFINITO!

Autor: Genésio Cavalcanti Seja Bem Vindo Ao Blog - Ser Poeta : »
Veja



Meu olhar se derrama
Se enche de emoção
Reflete-se compenetrado
A observar o horizonte
Como espelho da razão!

Meu olhar brilha ansioso
Se explícita, se proclama
No olhar de admiração
Cândido, despretensioso
Sendo sedutor da paixão!

Porém, outras vezes
Torna-se um olhar incógnito
Não disfarça angustiado
Ao observar no horizonte
O cintilar da cor no infinito!

Meu olhar se pronuncia
Olhando para os lados
Quando essa luz vem à tona
Rodopia veloz no ar
E submerge-se nas ondas
Na profundeza do mar!

Meu olhar se delicia
Meigo, terno, singelo
Quando descobre o prazer
No seio da amada mulher
Tudo que há de mais belo
Na emoção de amar você!

Genésio Cavalcanti
Palmares, hoje e sempre!
Preserve os direitos do autor!

Deixe seu comentário

    Obrigado!

    Obrigado!

    Agradeço por sua presença nessa
    viagem que fizemos juntos...
    Espero outras vezes navegarmos,
    neste mesmo sonho!

    Curta Nossa Poesia