É, QUEM ME VIU, QUEM ME VÊ...

Autor: Genésio Cavalcanti Seja Bem Vindo Ao Blog - Ser Poeta : »
Veja



Hoje, já não tenho pressa...
Cansei de ser concorrente do tempo!
Sinto-me melhor que pareça
Mais sereno, cauteloso, persuadido
Apetece-me novos desafios...
Apesar de cobrirem minha cabeça
Alguns poucos brancos fios!
E é no passar desse próprio tempo
Que você aprende com a vida!
Aprendi que já não me interessa
Viver certos tipos de conveniência
Pra pessoas que fingem te amar...
No entanto, te apunhalam, te maltratam
Às costas bem mais que depressa!
Hoje vivo bem tranquilo, sem medos
De peito aberto sem fingimento
Meu sorriso anda largo, acentuado
No mais lindo brilho de paz interior
E pra'queles que pensam o contrário
Digo-lhes que estou mudando a cada dia
Vivendo novos tempos de boas revelações
Assim como ocorre as intempéries
Quando o vento sopra o tempo...
Tenho mudado, como  mudam as estações
Sinto que estou mudando com veemência
Já não retribuo xingamentos, ofensas
Pra esses finjo não ter coração...
Dou-lhes como altiva resposta
A sinceridade do meu perdão!
É... quem me viu, que me vê:
Mudança brusca, mudança pra valer!

Genésio Cavalcanti
Palmares, hoje e sempre!
Preserve os direitos do autor!

Deixe seu comentário

    Obrigado!

    Obrigado!

    Agradeço por sua presença nessa
    viagem que fizemos juntos...
    Espero outras vezes navegarmos,
    neste mesmo sonho!

    Curta Nossa Poesia