REPRIMENDAS AO CORAÇÃO

Autor: Genésio Cavalcanti Seja Bem Vindo Ao Blog - Ser Poeta : »
Veja




Tento frear vontades...
Os impulsos me condenam!
E por mais que eu queira,
Por mais que eu reprima
Não consigo! Meus desejos
Falam mais alto, contrariam.
Pela insanidade dos meus atos
Que tornam-se incontroláveis
Perco o equilíbrio, a estribeira
Por anseios de mera ilusão.
E sem dó nem pena
Me flagelo como punição
E tudo que eu disser...
Serão apenas palavras.
Palavras sem qualquer sentido
Sem fundamento, sem razão!

Genésio Cavalcanti
Palmares, hoje e sempre!
Preserve os direitos do autor!

Deixe seu comentário

    Obrigado!

    Obrigado!

    Agradeço por sua presença nessa
    viagem que fizemos juntos...
    Espero outras vezes navegarmos,
    neste mesmo sonho!

    Curta Nossa Poesia