ELEGIA DO AMOR

Autor: Genésio Cavalcanti Seja Bem Vindo Ao Blog - Ser Poeta : »
Veja

Foi tão lindo aquele amor
Que vivemos sóbrios, felizes
Encantados, apaixonados
Foste carne, sonho, realidade
Amor e prazer em noites
De manhãs quentes, primaveris!
Foste fruta, estrada, mar
Doçura, poema de posteridade
Escrito nas nuvens com giz
Meus olhos deslumbrados
Não sabiam de você, desviar
Foste um destes amores febris
Que nos faltam palavras
Pra todo amor poder mencionar
Mas, ai, de repente toda doçura
Do mel azedou...
Virou de ponta cabeça
Se transformou!
Era amor principiante, aprendiz
E quando menos esperamos
Se definhou!
De todo amor que se quis
Restou apenas uma canção
E um nome que não se pronuncia
Não se comenta, nem se diz.
Você era, foi, passou!

Genésio Cavalcanti
Palmares, hoje e sempre!
Preserve os direi
tos do autor!

Deixe seu comentário

    Obrigado!

    Obrigado!

    Agradeço por sua presença nessa
    viagem que fizemos juntos...
    Espero outras vezes navegarmos,
    neste mesmo sonho!

    Curta Nossa Poesia