AMARRAS DO TEMPO

Autor: Genésio Cavalcanti Seja Bem Vindo Ao Blog - Ser Poeta : »
Veja



Fui condenado e preso...
Pelas arramas do tempo!
Sem cárcere ou presídio
Vivendo sem liberdade
Réu persuadido, indefeso
Vivendo ao longo da vida
De solidão e tempestades
Por questões deliberadas
Contrária a minha vontade
Escravizado, aprisionado...
Sem um álibi, sem saída!

Genésio Cavalcanti
Palmares, hoje e sempre!
Preserve os direitos do autor!

Deixe seu comentário

    Obrigado!

    Obrigado!

    Agradeço por sua presença nessa
    viagem que fizemos juntos...
    Espero outras vezes navegarmos,
    neste mesmo sonho!

    Curta Nossa Poesia